Rubens Ewald Filho morre em São Paulo aos 74 anos

O jornalista e crítico de cinema Rubens Ewald Filho morreu nesta quarta-feira (19) em São Paulo aos 74 anos. Considerado um dos maiores especialistas em cinema, Rubens Ewald Filho estava internado estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Samaritano, em Higienópolis, na região Central de São Paulo.

Ewald Filho foi internado no dia 23 de maio após sofrer um desmaio seguido de uma queda de escada rolante. Ele passou por um tratamento cardiológico e das fraturas decorrentes da queda, mas não resistiu.

Nascido em Santos, Rubens Ewald Filho assistiu a mais de 37 mil filmes. Ele fez trabalhos como roteirista de novelas como “Gina”, “Éramos Seis”, “Drácula, Uma História de Amor” e “Iaiá Garcia”, entre outras. Também como ator teve participações em filmes como “Independência ou Morte” e “Amor Estranho Amor”.

Também escreveu para o Jornal da Tarde, O Estado de S. Paulo e revista Veja e trabalhou na Globo, Cultura e no canal TNT onde participou de transmissões do Oscar.

Rubens Ewald Filho também foi curador de importantes festivais de cinema como os de Gramado e de Paulínia.

Todo seu conhecimento sobre cinema Rubens Ewald Filho deixou registrado também em livros como “Dicionário de Cineastas”, “Cinema com Rubens Ewald Filho”, “Os 100 Maiores Cineastas”, “O Oscar e eu” e “Os 100 Melhores Filmes do Século 20”.