Connect with us

Conteúdo OnLine

Valor do etanol sobe em 16 Estados

Published

on

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 16 Estados e no Distrito Federal na semana passada, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. Houve recuos em outros nove Estados e não houve avaliação no Amapá.

Na média dos postos brasileiros pesquisados pela ANP, o preço médio do etanol na semana passada ficou estável ante a anterior, em R$ 2,969.

Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação média do hidratado avançou 0,04% sobre a semana anterior, de R$ 2,833 para R$ 2,834 o litro. A maior alta semanal, de 3,50%, foi na Paraíba.

Na comparação mensal os preços do etanol subiram em 22 Estados e no Distrito Federal, recuaram no Acre, em Goiás e em Roraima.

No Amapá também não houve avaliação mensal. Na média brasileira, o preço do etanol pesquisado pela ANP acumulou aumento de 7,57% na comparação mensal, com destaque para Paraná e São Paulo, os maiores nos preços do biocombustível no período, de 9,68% e 9,63%, respectivamente.

O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,379 o litro, em Mato Grosso, e o máximo individual ficou de R$ 4,949 o litro, no Rio Grande do Sul. Mato Grosso tem também o menor preço médio estadual, de R$ 2,637 o litro, assim como os postos gaúchos registram o maior preço médio, de R$ 4,105 o litro.

Competitividade

Os preços médios do etanol hidratado permanecem vantajosos ante os da gasolina em apenas quatro Estados brasileiros – Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, e São Paulo. O levantamento da ANP compilado pelo AE-Taxas considera que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.

Em Mato Grosso, o hidratado é vendido em média por 58,89% do preço da gasolina, em Goiás a 65,19%, em Minas Gerais a 67,34% e em São Paulo por 68,97%.

Na média dos postos pesquisados no País, a paridade é de 68,07% entre os preços médios do etanol e da gasolina, também favorável ao biocombustível.

A gasolina segue mais vantajosa em Roraima, com a paridade de 92,43% para o preço do etanol.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo OnLine

Programa Esporte Top Segunda-Feira 13/09/2021 #LiveTopTVOn

Published

on

By

Com o Melhor do Esporte Cajamar e Região 🏆🏆🏆🏆🏆
🏁🏁🏁🏁🏁🏁🏁

SORTEIOS DE CAMISETAS LED SPORTS

😍🔝😍🔝🇧🇷✅💙🔥🥳🥁🥁🥁🥁

Apresentação: ✅Aécio Silva & ✅Alessandro Thuka

A segunda tá demais hein!!!

JogaNaRede ⚽⚽⚽⚽⚽⚽

DESTAQUES DO PROGRAMA 🏆

ARSENAL CAJAMAR NA COPA MARTINS NETO EM SP
FINAL DA COPA JOÃO COSTA ENTRE MANDRAK VS ROSEIRA
REABERTUTA DOS CAMPOS DE CAJAMAR
MERCADO DA BOLA EM CAJAMAR

✅AO VIVO A PARTIR DAS 20h NO FACEBOOK DA TOPTVON BRASIL

EsporteTop

Curta

Compartilhe

TopTVOnLive

😉😉😉😉😉😉

🔝📺🔛🇧🇷🏁

OFERECIMENTO:

MULTIPLIC TELECON INTERNET FIBRA
PIZZARIA LA ITÁLIA 🍕🍕🍕🍕🍕🍕🍕 Hunnnnn!!! Baixe o App📲
ASSESCON CONTABILIDADE
RESTAURANTE PALETTA GRILL
JUNIOR ROCHA BARBESHOP

ASSISTINATOP ✅📺📲💻🎥💡🎙️

Continue Reading

Conteúdo OnLine

Com Sede em Cajamar Mercado Livre anuncia investimento de R$ 4 bilhões no estado de SP

Published

on

By

O Mercado Livre anunciou nesta segunda-feira (17) uma parceria com o Governo de SP para criação de 5 mil vagas de emprego, além de cursos profissionalizantes disponibilizados pelo Sebrae-SP e Centro Paula Souza. As iniciativas fazem parte do investimento de R$ 4 bilhões que a varejista fará no estado em 2021. O anúncio foi feito no centro de distribuição do marketplace em Cajamar, na região metropolitana de São Paulo.

“Os R$ 4 bilhões fazem parte do investimento de R$ 10 bilhões que o Mercado Livre planeja fazer no Brasil em 2021. Nos anos
anteriores, os valores foram R$ 4 bilhões (2020), R$ 3 bilhões (2019) e R$ 1 bilhão (2018)”, contou Fernando Yunes,
vice-presidente sênior e líder do Mercado Livre no Brasil. De acordo com ele, a razão do maior investimento ser em
SP é porque o estado concentra 85% dos vendedores do Mercado Livre.

“Atualmente, o comércio eletrônico corresponde a 11% do varejo no Brasil. Nos EUA, são 25% e, na China, 40%. O ritmo de
crescimento não vai ser o mesmo depois da pandemia, mas o setor continuará em expansão”, aposta Yunes.

Este é o maior aporte privado em um ano durante a gestão João Dória (PSDB). De acordo com o governador, a expectativa é gerar 5 mil empregos diretos nas regiões de Osasco e Cajamar, na Grande São Paulo, e Louveira, no interior do estado, onde o Mercado Livre tem centros de distribuição. Os valores serão distribuídos sobretudo nas áreas de logística
(cerca de 4.100), tecnologia e pagamentos.

Outra ponta da parceria é a criação de 100 mil vagas do curso “Como vender online?”, criado pelo Mercado Livre em parceria com Centro Paula Souza e Sebrae-SP, por meio do programa Empreenda Rápido. A empresa ainda vai oferecer descontos para participantes do Empreenda Rápido, programa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado e Sebrae-SP. As inscrições devem começar no segundo semestre.

“Além disso, 340 mil empreendedores terão direito a linhas de microcrédito em condições especiais no Banco do Povo, assim como descontos nas maquininhas do Mercado Pago, um mês de taxa zero, bônus de crédito, capacitação no Mercado Ads”, disse a secretária de Desenvolvimento de São Paulo, Patrícia Ellen.

Já os estudantes das Etecs e Fatecs das regiões de Cajamar, Louveira, Sorocaba e Osasco serão direcionados para as vagas abertas
pelo programa Minha Chance, voltado principalmente para jovens de 18 a 24 anos, que é a faixa etária mais impactada com o
desemprego na pandemia. Além disso, o Mercado Livre irá apoiar o aperfeiçoamento dos cursos de Logística do ensino
profissionalizante estadual.

“Esse investimento é uma oportunidade de qualificação profissional para milhares de pessoas que desejam investir ou impulsionar os negócios usando tecnologias modernas. O curso de 40 horas vai abordar temas como marketing digital, técnicas para vender online, estratégias de atendimento e negociação”, explicou Laura Laganá, diretora-superintendente do Centro Paula Souza.

Sobre o Mercado Livre

O Mercado Livre é a companhia líder em tecnologia para e-commerce e serviços financeiros na América Latina, que oferece
soluções para que pessoas e empresas possam comprar, vender, pagar, anunciar e enviar produtos e serviços por meio da internet.
Além da plataforma de e-commerce e da fintech Mercado Pago, a empresa conta com as seguintes áreas de negócios: Mercado Envios,
Mercado Livre VIS (Veículos, Imóveis e Serviços), Mercado Ads e Mercado Shops. Maior e mais completo marketplace da América Latina,
o mercadolivre.com tem 69,8 milhões de usuários ativos e mais de 12 milhões de vendedores, incluindo grandes marcas, alcançando 27 vendas por segundo. Já o Mercado Pago, com mais de 60 milhões de pagadores ativos, oferece uma plataforma completa de tecnologia financeira com conta gratuita, soluções de pagamento e crédito. Fundado em 1999 e presente em 18 países, o Mercado Livre é a única
companhia da América Latina entre as top 10 Melhores Empresas para Trabalhar no Mundo, segundo o GPTW 2020.

Continue Reading

Brasil

Inscrições para Olimpíadas de Língua Portuguesa vão até 30 de abril

Published

on

By

Competição está em sua sétima edição

Por Camila Boehm – Repórter da AB

A Olimpíada de Língua Portuguesa, que reconhece o trabalho de professores e estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio de escolas públicas do Brasil, está com inscrições abertas até 30 de abril. O concurso, em sua 7ª edição, é uma iniciativa do Itaú Social e do Ministério da Educação, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Podem participar professores de língua portuguesa e seus estudantes nas seguintes categorias: Poema, Memórias Literárias, Crônica, Documentário e Artigo e Opinião. Os professores devem fazer a inscrição e a Secretaria de Educação do município, a adesão no site https://www.escrevendoofuturo.org.br/concurso.

Para participar dessa edição, o professor ou a professora deve escrever um Relato de Prática acompanhado de um conjunto de materiais que vão contar a história do trabalho realizado com a turma. Todo esse conteúdo gerado será o resultado do trabalho coletivo, construído e compartilhado com estudantes, professores e comunidade escolar.

Integrante da equipe técnica do Programa Escrevendo o Futuro, que desenvolve a olimpíada, Patrícia Calheta destacou o tema deste ano O lugar onde vivo, que é um convite para uma aproximação da escola com a comunidade e o território.

“É interessante a gente pensar que esse tema, que se mantém como tema da olimpíada, é sempre inovador porque é sempre uma oportunidade desse menino, dessa menina, desse jovem, desse estudante poder lançar uma nova visão acerca do que está acontecendo no seu entorno, das fragilidades, das potencialidades do seu lugar”, disse ela em evento online realizado nesta quarta-feira (7) para tirar dúvidas dos participantes.

“E nessa sétima edição, assim como na sexta [edição] nós tivemos a maravilhosa Conceição Evaristo, teremos a igualmente brilhante Geni Guimarães, a nossa poeta, professora, grande contadora de histórias e muito querida, que estará conosco aqui ao longo de toda a edição, nos presenteando de diferentes formas com seu talento, competência e generosidade”, disse Patrícia.

O Programa Escrevendo o Futuro foi criado em 2002 com objetivo de contribuir para a melhoria da leitura e da escrita dos estudantes das escolas públicas brasileiras. Em 2008, ocorreu a primeira edição da Olimpíada de Língua Portuguesa. “Durante todo esse processo, é bastante importante ressaltar o caráter formativo da olimpíada. A gente sempre diz que o coração da olimpíada é a formação”, disse ela, explicando que isso inclui a formação dos professores com o objetivo de levar aprendizagem aos estudantes.

Continue Reading
Advertisement
Advertisement

Trending

Portal TopTVOn Brasil ©2021